Notícias
07/11/2017
Batuta da ciência sob tutela do consumidor?
Fonte: Revista feed&food - Ed. Nov/2017

“Se a academia não extravasar suas convicções para além da fronteira dos fóruns científicos, o consumidor será cada vez mais refém das utopias alarmistas”

Venho refletindo sobremaneira acerca do conhecimento adquirido nesses quase 40 anos da minha jornada profissional, sendo praticamente ¾ deles dedicados à ciência aplicada aos processos para desenvolvimento e campanhas de incentivo ao consumo, e ao combate dos dogmas atribuídos à produção animal. Ainda na década de 80, recordo dos exageros da merchandising/publicidade em detrimento da capacitação/esclarecimento e das tantas palestras motivacionais e treinamentos de venda que doutrinavam sobre a (in) questionável vontade do consumidor, ou seja: Regra nº. 1: O cliente sempre tem razão; Regra nº. 2: Quando o cliente não tiver razão volte para a primeira regra; Regra nº. 3: Na dúvida, siga a Regra no. 1.

Apesar de tudo, é importante relembrar que o método científico serve para medir quão significativas são as hipóteses e corrigir supostas conclusões daqueles ainda apegados
ao mantra da extravagância e que teimam desdenhar das ciências naturais. Leia mais…

nov2017

Clique aqui para ler a matéria na íntegra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Digite aqui os caracteres que aparecem na imagem a acima

Associados